Fritz Lang e Passo Largo - Metrópolis

16.7.2014

Participar do passado com vistas ao inusitado presente, sem querer saber do futuro... O Passo Largo agora em sua nova empreitada cria uma trilha sonora exclusiva para o clássico de 1927, Metrópolis, do austríaco Fritz Lang. O filme, originalmente mudo, foi, na época, a mais cara produção até então filmada na Europa, e é tido como um dos grandes expoentes do expressionismo alemão. Na real, o filme é incrível, e seus trocentos acontecimentos são minuciosamente explicados - com fotografia, enredo e efeitos mirabocrazys para a época e para sempre, é daquelas coisas à frente do tempo, inclusive ainda hoje. 

 

E o Passo Largo, a banda radical que adora um plano X, topou simplesmente interagir com essa maravilha visual produzindo mais de duas horas de música tocada ao vivo. Disso tudo, mais da metade de músicas são inéditas, inclusive para a banda, que resolveu compor para a ocasião - sim, mas de uma hora de música nova, mais um disco na carreira da banda, assim, da noite para a madrugada. Para o restante da trilha temos trechos de músicas do Passo e de maravilhas que achamos pertinentes. A produção da Mostra deu carta branca à banda, para os arranjos e curadoria, e pediram apenas que mantivéssemos a densidade e a tensão características da obra. Sério, nos surpreendemos com tudo que já aconteceu e ainda acontecerá, e o fato da ser executada ao vivo em sincronia com o filme nos traz a consciência da importância deste momento efêmero na história maluca do cinema. 

 

Please reload

Please reload